O processo de níquel como obter bitcoins na Índia gratuitamente

O revestimento de níquel, também conhecido como revestimento de níquel, está se tornando um processo cada vez mais popular para uma variedade de diferentes aplicações de fabricação. Níquel electrolítico é um processo que usa corrente elétrica para revestir um material condutor, geralmente de metal, com uma fina camada de níquel. Outros metais utilizados para galvanoplastia incluem aço inoxidável, cobre, zinco e platina. Vantagens da galvanoplastia de níquel

O níquel é considerado útil para a galvanização de metais, pois oferece ductilidade, resistência à corrosão e tenacidade superiores. Niquelagem também pode melhorar o brilho de um produto e a aparência. Vários introduzido no processo de chapeamento de níquel produtos químicos fornecer nada a partir de um efeito cosmético semi-brilhante e totalmente brilhante para fosco, nacarados ou cetim superfícies.


Como funciona o eletro niquelamento

Para transferir corretamente o níquel para a superfície de um produto, uma carga negativa deve ser aplicada material de base. Para este propósito, o produto é normalmente conectado através de um cabo a um retificador, bateria ou outra fonte de energia. Após a montagem, uma haste de níquel é conectada de forma semelhante ao lado positivo do retificador ou da fonte de alimentação.

Uma vez concluídos os primeiros passos, o material de base é mergulhado numa solução contendo um sal com uma composição química, incluindo o metal de revestimento. Na niquelagem, esta solução consiste em água e cloreto de níquel. Devido à corrente elétrica na solução, o sal de cloreto de níquel dissocia-se em íons de cloreto negativos e íons de íons de níquel positivos. A carga negativa do metal original então atrai os íons de níquel positivos, enquanto a carga positiva da haste de níquel atrai os ânions negativos de cloreto. Graças a esta reação química, o níquel contido na haste se oxida e se dissolve na solução. A partir daí, o níquel oxidado é atraído para o material de base e, em seguida, o produto é revestido. Densidade atual no processo de eletrodeposição de níquel

A deposição eletroquímica de níquel envolve uma ampla faixa de níveis de densidade de corrente. A densidade de corrente determina diretamente a taxa de deposição do níquel no material de base, quanto maior a densidade de corrente, mais rápida a taxa de deposição. A densidade atual, no entanto, também afeta a adesão de verniz e a qualidade do verniz, com valores mais altos de densidade de corrente, resultando em piores resultados. Portanto, o nível ótimo de densidade de corrente depende do tipo de material de base e da natureza específica dos resultados exigidos para o produto final.

Uma maneira de evitar trabalhar em densidades de corrente mais baixas é usar uma corrente DC descontínua na solução de eletrodeposição. Permitindo a energia elétrica entre oito e quinze segundos entre um e três segundos de tempo de pausa, altas densidades de corrente podem produzir um nível mais alto de qualidade. Um fluxo descontínuo também é vantajoso para impedir a sobreplaca de certas partes da superfície material de base. Chapeamento eletro niquelar

Outra solução para a questão da densidade atual é instalar um Striker no primeiro Electro revestimento Processo. Uma camada de subpêlo, também conhecida como revestimento flash, adere ao material de base uma fina camada de níquel de alta qualidade. Assim como até 0,1 mícrons de níquel revestem o produto, a qualidade é menor a densidade atual Usado para melhorar a velocidade de conclusão do produto. Se vários metais exigirem revestimento no material de base do produto, a gravação pode ser usada. Nos casos em que o níquel é um mau membro material de base, Por exemplo, o cobre pode ser um tampão antes do processo de revestimento eletrolítico. Processo de pré-tratamento para eletro galvanização